Conheça os principais riscos relacionados à infecção por Salmonella

Bactéria se tornou alvo de um alerta internacional após um surto de Salmonella typhimurium em chocolates da marca Kinder na Europa

0
31

A infecção por Salmonella acontece pela ingestão de alimentos crus ou mal cozidos contaminados com fezes de animais com a presença da bactéria. A Salmonella causa intoxicação alimentar e, em casos raros, pode provocar infecções graves e levar à morte.

De acordo com o Ministério da Saúde, duas espécies principais estão associadas à doença em humanos: S. enterica e S. bongori. Em geral, a bactéria é encontrada em animais como galinhas, porcos, répteis, anfíbios, vacas e até mesmo domésticos, como cachorros e gatos.

Assim, qualquer alimento que venha desses animais ou que tenha entrado em contato com as fezes podem ser considerados vias de transmissão da Salmonella.

Neste mês, a bactéria se tornou alvo de um alerta internacional realizado pela Rede Internacional de Autoridades de Segurança Alimentar (International Food Safety Authorities Network – Infosan) após um surto de Dalmonella typhimurium em chocolates da marca Kinder na Europa.

Na edição desta sexta-feira (22) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou os principais sintomas da infecção por Salmonella para o organismo humano.

“Os sintomas são clássicos e muito claros: a pessoa pode ter diarreia e vômitos, ou seja, um desconforto e uma noção de que alguma coisa não está funcionando bem dentro do aparelho digestivo com uma tendência a querer eliminar esse problema”, explica.

Os sinais da infecção pela Salmonella também incluem dor ou distensão abdominal, febre, cansaço, prostração e perda de apetite.

De acordo com o especialista, em geral, os casos são resolvidos sem a necessidade de internação hospitalar. As infecções mais graves acontecem em idosos, crianças e pessoas com o sistema imunológico comprometido, como transplantados ou pessoas que vivem com HIV descontrolado.

O diagnóstico pode ser feito a partir de exames que realizam o isolamento da bactéria nas fezes ou vômito ou em amostras dos alimentos suspeitos consumidos. O tratamento é indicado pelo médico de acordo com o quadro clínico de cada paciente.

Para a prevenção à Salmonella, o Ministério da Saúde orienta a adoção de medidas de controle em todas as etapas da cadeia alimentar, desde a produção agrícola até o processamento, fabricação e preparação de alimentos, tanto em estabelecimentos comerciais quanto nas residências.

As ações individuais incluem os cuidados gerais contra doenças transmitidas por alimentos, como a lavagem regular das mãos antes, durante e depois de manipular ou consumir alimentos, lavar especialmente frutas e verduras, cozinhar bem carnes e ovos e evitar consumo em locais com condições precárias de higiene e conservação.

Fonte: CNN BRASIL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


CAPTCHA Image
Reload Image