Teuto lança medicamento para tratar insuficiência venosa

O Laboratório Teuto acaba de lançar para o mercado farmacêutico uma novidade: trata-se do Venaflon, medicamento similar equivalente da linha farma, em nova dosagem de 1g, que auxilia no tratamento da insuficiência venosa crônica, funcional e orgânica dos membros inferiores.

0
72

Segundo o laboratório, o fármaco ainda alivia os sintomas funcionais da hemorroida e da dor pélvica associada à síndrome da congestão pélvica, sendo usado também no pré e pós-operatório de algumas cirurgias.

Em informação fornecida à equipe de jornalismo do Portal do ICTQ – Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico, o Teuto destaca que a dosagem de Venaflon está disponível nas apresentações com 30 ou 60 comprimidos revestidos a base diosmina e hesperidina, 900mg e 100mg respectivamente.

Ação do produto

Ainda de acordo com o laboratório, o produto atua de várias maneiras: no sistema vascular, aumentando a velocidade de circulação do sangue nas veias, normaliza a permeabilidade capilar, e também reforça a resistência capilar na microcirculação, além de aumentar a drenagem linfática. “Toda essa ação acaba levando a uma melhora dos sintomas relacionados à insuficiência venosa crônica”, destaca o Teuto, em nota.  

No entanto, o farmacêutico supervisor de mercado do Teuto, Thiago Lobo Matos, ressalta que a compra e a administração do medicamento precisam ser feitas sob prescrição médica.

“Venaflon, que já é comercializado e líder de mercado na concentração de 500mg, agora disponibiliza a concentração de 1g, que não deve ser usada nos casos de hipersensibilidade previamente conhecida a qualquer um dos componentes da fórmula. Este medicamento é contraindicado para uso em crianças e não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem prescrição médica ou do cirurgião-dentista. Por isso, é muito importante seguir as orientações técnicas de um profissional, o médico, para que tenha o resultado desejado”, afirma.

Ele complementa: “Além disso, é importante seguir as orientações da bula quanto ao uso e conservação do medicamento”, reforça.

Fonte: ICTQ

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


CAPTCHA Image
Reload Image