A FDA suspende o transplante fecal nos EUA, após a morte de um paciente

0
336

Uma matéria publicada pelo New York Times conta que dois pacientes ficaram gravemente doentes após um transplante fecal de um mesmo doador, após a morte de um deles, a Food and Drug Administration (FDA) — agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos — paralisou o transplante de fezes em todo o país.

Sendo procedimentos experimentais aonde as fezes de um doador saudável são utilizadas para tratar o microbioma desbalanceado de uma pessoa doente, os transplantes fecais geram muitas expectativas no tratamento de diversos problemas de saúde.

Entretanto, após os pacientes adoecerem, os pesquisadores testaram as amostras do doador e detectaram a presença abundante de bactérias E. coli capazes de produzir uma enzima resistente a antibióticos.

Segundo o diretor do Centro de Avaliação e Pesquisa Biológica da FDA, Peter Marks, o órgão estaria interrompendo um número não divuldado de transplantes até que se comprove a triagem correta para assegurar que não exista a contaminação das fezes doadas por microorganismos temerários.

A FDA afirmou que o sistema imune dos dois pacientes já estava prejudicado durante a operação, ainda assim, não houve explicação por parte da agência do motivo dos transplantes, quando ou onde esses casos aconteceram e quem foram os responsáveis pelos procedimentos.

Fonte: Galileu

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


CAPTCHA Image
Reload Image