A inserção do Profissional Biomédico no Diagnóstico por Imagem

0
2260

O profissional Biomédico possui um papel relevante, contextualizado e muito dinâmico dentro do universo do Diagnóstico por Imagem, vem ganhando propulsão e força no mercado desde o ano de 2000, porém as atribuições já estavam previstas na Constituição Federal desde 1979.

De acordo com o artigo 5º, incisos II e III, da Lei Federal nº 6.684/79, que regulamenta a profissão de biomédico, o referido profissional pode atuar em Radiologia e Diagnóstico por Imagem.

Para atuação plena na área de Radiodiagnóstico o Biomédico necessita ser habilitado (possuir mais de 500 horas de estágio durante a trajetória acadêmica, reconhecido pelo MEC) ou Pós-Graduado em Diagnóstico por Imagem ou possuir o Título de Especialista expedido pela ABBM (Associação Brasileira de Biomedicina).

Suas atribuições não limita a manipulação e operação de equipamentos de RX, hemodinâmica, TC(Tomografia Computadorizada , MN(Medicina Nuclear) e RM(Ressonância Magnética).

Se estendem desde às:

-Consultorias para Clínicas e Hospitais, sobre blindagens das salas, condicionamento e instalação dos aparelhos até à contenção de gastos gerais.

-Aplicações sobre a utilização e funcionamento dos mais avariados equipamentos de Radiodiagnóstico que utilizam das radiações ionizantes e não ionizantes.

-Aplicações sobre a utilização e funcionamento das bombas de infusão dos meios de contraste.

-Direção, Coordenação e Orientação das Equipes multiprofissionais dos serviços de Imagem.

-Docentes de Graduação e Pós-Graduação nas diversas áreas de saúde.

-Execução dos Exames (Operacional) Reconstruções e formatações das Imagens. Processamento e pós processamento. Excluindo a interpretação que é exclusiva do Médico Radiologista.

-Elaboração de Protocolos das diversas modalidades, com finalidade de otimizar o tempo de exposição à radiação e melhorar a resolução espacial das imagens.

-Acompanhamento de exames realizados em Centros cirúrgicos. Operando aparelhos de hemodinâmica ou acompanhando em cirurgias radio-guiadas.

Conhecendo sobre o Exame de Ressonância Magnética….

A Ressonância Magnética é um método de diagnóstico por imagem que utiliza de radiação não ionizante. A aquisição da imagem é feita por meio da interação de ondas de radiofrequência e um potente campo magnético ativo, estes, estimulam a mobilização dos prótons de hidrogênio, o movimento produzido por estes núcleos é denominado de precessão, os prótons estimulados emitem um sinal elétrico que é captado por uma bobina posicionada sobre a área de estudo a ser analisada.

É um exame não invasivo, permite estudar estruturas profundas e superficiais com ricos detalhes anatômicos, por meio das ponderações Físicas T1 e T2 que fornece contraste incomparável aos outros métodos de imagem.

As inovações são crescentes nesta área utilizando desde sequencias funcionais a protocolos otimizados para minimizar o tempo de permanência do paciente no aparelho e melhorar a qualidade técnica de aquisição das imagens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


CAPTCHA Image
Reload Image