Antibióticos desnecessários em crianças e suas consequências

0
177

Cerca de 1/3 das prescrições de antibióticos pediátricos, medicamento mais comumente prescrito para crianças, é considerada desnecessária. Em novo artigo do Journal of the Pediatric Infectious Diseases Society, pesquisadores americanos analisaram dados nacionais sobre visitas à emergência por danos relacionados a antibióticos.

Através desses dados, os autores do estudo estimaram 69.464 visitas à emergência por ano para eventos adversos a antibióticos em jovens com idade ≤19 anos de 2011 a 2015. Esse número representa 46,2% das visitas totais à emergência para reações adversas aos antibióticos.

Crianças na emergência

No total, 40,7% das visitas à emergência envolveram uma criança com idade ≤2 anos e 86,1% envolveram uma reação alérgica. Amoxicilina foi o antibiótico mais comumente prescrito entre as crianças com idade ≤9 anos.

As taxas de visitas à emergência para reações adversas aos antibióticos diminuíram com o aumento da idade para todos os antibióticos, exceto o sulfametoxazol-trimetoprima. Este resultou na maior taxa entre crianças de 10 a 19 anos (24,2 visitas por 1.0000 prescrições).

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que os eventos adversos relacionados ao uso de antibióticos levam a muitas visitas à emergência, principalmente entre crianças pequenas.

Fonte:Pebmed.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


CAPTCHA Image
Reload Image